Os haters da blogosfera

sexta-feira, janeiro 26, 2018
       Haters são pessoas más, que se limitam a odiar, só porque sim. São pessoas negativas que não procuram motivos para deixar de gostar de um blogue, mas passam logo para a fase da ofensa severa, excessiva e, voltamos a referir, sem motivo. Tanto pela blogosfera, como pelo mundo do youtube, já tínhamos visto vários casos deste tipo. Revolta quem de facto vê esta violência gratuita. Incomoda e desperta-nos para um mundo real cruel sem qualquer tipo de necessidade. Só que quando estes haters, sem bater à porta, nos invadem o espaço virtual, tende a parecer-nos algo ainda mais incomodativo. É connosco... Foi isso que nos aconteceu. Recebemos uma visita especial aqui pelo nosso blogue. Não especial num sentido positivo, mas especial num sentido de que, ao contrário das outras visitas, esta foi grotesca.        Estávamos nós a apresentar o novo rodízio da Pizza Hut (aqui), que já havíamos inclusive distribuído por 10 pessoas distintas, quando recebemos um comentário que nem queremos citar, por isso fizemos um belo de um print screen, qual adolescente que passa a palavra à 'miga mais próxima (que no caso são vocês):

        A nossa resposta não foi dada de imediato. Lemos, mas primeiro fizemos questão de responder a todos os outros comentários, tão mais importantes. Só no final de respondermos a todos os comentários que tínhamos a precisar de resposta é que chegámos a este. A única coisa que nos lembrámos foi de agradecer a visita. Afinal, quando pensamos no crescimento, pensamos no número de visitas, inevitavelmente. Temos mais uma graças a ele. E não, não estamos a ser irónicos. Todas as visitas são bem-vindas. Claro que umas muito mais bem-vindas que outras... Tendo dito isto, há que referir que, numa próxima ocasião, pedimos que nos consultem para o auxílio dos nossos próprios haters. É que isto não foi haterismo, nem foi nada. Se querem insultar, sejamos mais ofensivos à séria, não fiquemos pela tentativa. Sim, que isto só nos fez rir e pensar que não podia ser a sério... Se querem insultar, peguem no facto de eu (Pedro) ter umas belas pestanas que parecem falsas, sendo verdadeiras (que gay!) - Ahh espera. Isto não é um insulto. Tentemos novamente... "Ah que casal mais parvo. Que feios. Um tão magro e a outra uma badocha". Hmm espera... Isto também não é um insulto. É que eu (Telma) até podia iniciar uma questão sobre gordura, ou eu (Pedro) divagar sobre a parvoíce que acho ser o "corpo ideal", mas a verdade é que nos podem dizer tudo, menos que somos um casal feio. Somos estrondosamente felizes e isso é a beleza essencial! Podem então dizer "ah que palhaços, olhem para as caretas que fazem e escondam-se"... Mas nós iríamos rir muito, porque é mesmo verdade e essa é também a nossa felicidade. Bom, afinal não sabemos bem se vos podemos ajudar a destilar o vosso ódio. Nisso deixamos à vossa consideração. Podemos é ajudar-vos com um assunto: Nós agradecemos as visualizações, mas acusamos a sua insignificância para a nossa felicidade ou infelicidade. Pelo contrário, ficamos felizes, porque achamos que ninguém quer ser hater de um blogue que não cobiçam. Ninguém pensa em destilar ódio num blogue que acham completamente medíocre, por isso só temos a agradecer o elogio de decidirem vir literalmente perder o vosso tempo para o nosso espaço. Ficam as dicas.

53 comentários

  1. Não consigo compreender haters. Têm raiva sem qualquer sentido que dirigem sobretudo a pessoas que sabem serem capazes de alcançar mais.
    Acho que a vossa resposta não podia ter sido melhor, sendo que nem vale a pena remoer em comentários deste tipo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vale, mas quando eles insistem... Não deixamos ninguém que nos visite e deixe um comentário, sem resposta. Fazemos questão disso. Mesmo que seja alguém que não merece resposta...
      A saga continua...

      Eliminar
  2. Palmas para vocês! Também vou sendo atacada por estes miseráveis sem vida própria e chego à conclusão que não existe má publicidade. Somos admirados por eles, por isso são sempre bem vindos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Disse alguém outrora "Falem bem ou falem mal, mas falem" ahahah

      Eliminar
  3. Vocês estão cada vez melhores! Não deixam que nada vos abata, e aproveitam o ódio dos haters para fazer mais um maravilhoso post :).
    É cliché, mas é verdade: sabes que o teu blog começa a ter sucesso quando te aparecem haters. Ninguém é hater de um blog mediocre. E, tal como vocês, a minha postura é a mesma: agradeço a visitas deles porque contribuem para aumentar as views. Não escondo que alguns comentários já me deixaram mais insegura, mas tentei pensar nisso mesmo, que não passam de pessoas más que não têm mais nada que fazer.
    Quanto a essa resposta, não poderia ter sido melhor dada!
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado, nossa Cherry! :D
      Os comentários continuam... Depois vêm os amigos. A tentativa difícil de nos deitar abaixo. Sabemos que para quem vive uma situação destas sozinha não deve ser nada fácil. Mas nós somos dois, supera-se sem dificuldade nenhuma e rimo-nos. Mas achamos que devemos partilhar. Não nos devemos esconder ou ignorar. Porque há pessoas que não sabem lidar com este tipo de situações. Queremos que saibam que não têm que se calar. Têm que ter voz e saber lidar com a situação da melhor forma... Com a quantidade de comentários abaixo podes ver que eles não souberam lidar com a nossa resposta...

      Eliminar
  4. Não ah como vocês , acho que devia-mos ser todos assim e responder a quem não gosta do que fazemos. Mas como eu digo ah sempre alguém que não gosta nada mesmo de nós
    Mas digo continuam a partilhar o que mais gostam pois eu tenho vindo a adorar bastante a vossa partilhas
    Beijinhos
    Novo post ( Compras & Recebidos ) // CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas todos temos o direito de não gostar uns dos outros. Não temos que gostar todos de azul. O que seria do amarelo?! O importante é que haja civismo. Que se respeite o próximo... Mas há quem não saiba o que significa respeito.

      Eliminar
  5. Eu tenho a teoria que os haters existem porque as pessoas lhes dão resposta. Basta ir aos grandes blogs que se vê que os unicos comentários com resposta do autor do blog são os dos haters. Não dá para nos mostrarmos ofendidos, senão estamos lixados! Uma pessoa quando fala para a parede durante muito tempo ao final de um tempo farta-se! xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hater: palavra usada pelos millennials e gerações subsequentes para designar alguém que lhes faz uma crítica negativa, desde as contrutivas às destrutivas. Portanto, palavra vazia de significado.

      Eliminar
    2. Diana: Nós somos da opinião de que todas as pessoas que perdem aqui o seu tempo merecem uma resposta. Todas, sem excepção. É o que procuramos fazer sempre. Isto inclui estes casos menos (ou nada!) simpáticos. Não porque tenhamos obrigação moral de o fazer. Mas porque não queremos que vão daqui vazios, como se dizem ficar... Mas lá está, algo os faz voltar. Enfim...
      Nós não nos ofendemos, porque não vemos motivo de ofensa. Foi algo escrito com base em tanta raiva sem motivo, que nem lhe conferimos valor. Devias fazer o mesmo! :)

      Eliminar
    3. Armyofufs: Preferíamos que te cingisses a nós. É que os outros não têm que te aturar. Só nós é que temos o gosto de partilhar-nos contigo ;)
      De qualquer forma, como sempre, vamos responder-te: Hater é ódio. É odioso. Alguém que odeia. Neste caso, no contexto usado, é alguém que destila ódio. Como tu o fizeste, por exemplo. Não foi uma crítica construtiva, porque para o ser, teria que passar uma aprendizagem. Tu só procuraste ofender e tentar ser "destrutivo". Portanto, espero que tenhas aprendido o significado em nada vazio.

      Eliminar
    4. Primeiro, vocês não podem deduzir de um simples comentário que o que motiva a pessoa é ódio.
      Segundo, não é ódio porque foi uma observação pertinente, e até útil, porque tu tens gengivite, por mais que o negues.

      Eliminar
  6. Uma vénia a essa resposta! E a toda a publicação :D
    Há coisas que nunca conseguirei entender, e as ofensas gratuitas são um exemplo. Se não gostam, porque é que perdem tempo a ler/comentar? O que é que ganham em destilar ódio? Infelizmente, há pessoas muito mal amadas e muito mal formadas neste mundo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É que é mesmo isso! Para quê perder tempo com algo/ alguém que achamos vazio? Que achamos desprezível? Não nos cabe na cabeça, mas enfim...

      Eliminar
  7. não entendo estas pessoas, para quê ler o blogue, para quê perderem o seu tempo a ler e a comentar? não gosta, não come, já dizia a minha avó.
    eu cá adorei o blog e já estou a seguir :)
    beijinhos :) https://ratsonthemoon.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado! Esperamos receber-te por cá mais vezes! :)

      Eliminar
  8. Que gente parva! Vocês são incríveis e deram uma resposta ao nível <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pela tua simpatia. Nós só quisemos partilhar porque há pessoas que não estão seguras de si o suficiente para poder dar-lhes as respostas que merecem. Pessoas que se deixam abater. Não pode ser!

      Eliminar
  9. Infelizmente é o que mais se vê por aí. Trata-se não só de inveja como também de não ter nada que fazer na vida.
    Siga

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nós seguimos... Eles é que não ahah
      Quisemos partilhar a nossa experiência, porque para nós é fácil. Para outros não tanto. E não podem deixar de se rir com isto e dar demasiada importância que isto não tem!

      Eliminar
  10. Que excelente resposta! Há pessoas mesmo parvas e, infelizmente, é o que mais há por aqui!
    Continuem assim porque o vosso blogue é mesmo fantástico! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado! Tu és sempre uma querida connosco. Estragas-nos com mimos! :)

      Eliminar
  11. Eu diria melhor, em vez fazeres reviews a cadeias de fast Food devias era inscreveres-te no ginásio pra ver se deixas de ser uma baleia fora de água.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas quem é que te disse que eu queria? Não podemos ser todos (im)perfeitos como tu
      Eu gosto mesmo muito de ser quem e como sou, mesmo que isso seja no teu entender uma baleia fora de água. Sou muito mais feliz com que tu serás, ao ter que fazer este tipo de comentários a quem tanto desprezas... Isso é certo. Felicidades!

      Eliminar
  12. LOOOOOL Adoro como ela se auto intitula de uma pessoa que está "Reaching Success" quando nem da própria aparência ela sabe cuidar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só podemos considerar que estamos numa de "reaching success" para que venhas para aqui comentar quando achas o peepz tão desprezível. Por que razão virias perder o teu tempo? Não te queremos tirar o teu valor...

      Eliminar
  13. Lindo!
    Como é que vou mostrar que tenho uma atitude de quem é superior ao que digo serem estupidezes vindas de outras pessoas? Dedico todo um post a essas mesmas pessoas.
    AHAHAHAH!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que concordamos que são estupidezes. Já temos algo em comum.
      Partilhamos porque nós somos suficientemente bem resolvidos para saber lidar com situações destas. Mas há quem não o seja. Há quem se sinta abalado, sozinho e se desvaneça por coisas destas. Chama-se bullying. Tu és tão informado e tão sabichão que saberás por certo o que é, escusamos de escrever o significado. Não te queremos passar o atestado de estupidez, até porque já deves ter uma colecção deles... Queremos, sim, ajudar a que pessoas a quem possas fazer isto, não se sintam incomodadas e aprendam a rir com a situação, porque isso é o que merece ser feito, na nossa opinião. E este é um espaço para isso mesmo: a partilha da nossa opinião!

      Eliminar
    2. Primeiro, eu não disse que era estupidez para mim.
      "Como é que vou mostrar que tenho uma atitude de quem é superior ao que digo serem estupidezes vindas de outras pessoas? Dedico todo um post a essas mesmas pessoas." Conseguem ler o que lá está?

      Sim, hoje em dia tudo é bullying. Eu ter dito que tens gengivite (o gajo, não a gaja) e que mais valia fazeres publicidade a uma marca de pastas é um bullying horrível.

      Eliminar
  14. "achamos que ninguém quer ser hater de um blogue que não cobiçam."

    - E achas bem, primeiro porque essa parvalheira de conceito pós-modernista “hater” só existe nas vossas cabecinhas de crianças em ponto grande sobre-mimadas. Na cabeça daquilo a que vocês chamam de “hater”, não há ódio nenhum sobre coisa nenhuma, há, pelo menos, sarcasmo e ironia aos montes para despejar sobre o lixo intelectual de gente como aquela que escreve neste blog e que, a ver pelo conteúdo deste artigo, não detecta ironia nem sarcasmo alheia, apesar de utilizarem sarcasmo e ironia linha sim, linha não. Lindo, só vale para vocês, os outros não. Quem o fizer, que não vós próprios, é um demoníaco de um “hater”, pois claro
    - Já, se há “haters” neste mundo, são por certo gente intelectualmente medíocre como vocês, que se borram todos com um comentário negativo e “odeiam”, portanto, o autor do comentário. Porque sim, como pude ler neste vosso artigo, uí, que fixe termos sempre malta, muita malta, e também muita ovelhada, a dizer coisas maravilhosas sobre o vosso vazio mental partilhado na forma de blog. Agora se, com ironia, sarcasmo, ou até má-educação (porque não), alguém vos diz “o rei vai nu”, tadinhos, dá-lhes uma crise existencial.
    - e depois o quê? Dão tanta importância que até escrevem um artigo só sobre a matéria. Lindo.

    “Ninguém pensa em destilar ódio num blogue que acham completamente medíocre, por isso só temos a agradecer o elogio de decidirem vir literalmente perder o vosso tempo para o nosso espaço.”

    - Têm provas do que afirmam? Como podem afirmar assim, do nada, que ninguém o faria? E quem vos disse que se trata de ódio? E para que raio partilham os vossos artigos em feeds de grupos de facebook? E se o fazem, qual é o espanto que o post do vosso artigo passa à frente doos olhos de outros membros como eu (Luís Garcia) ou como o vosso “hater” de estimação (Ricardo Lopes). Aliás, fui quem o convidou a ver o vosso patético artigo depois de eu próprio ter aberto o link e constatado a infinita paralísia mental de quem, como não tem mais nada para fazer, e é infinitamente mimado, mete-se a fazer “artigos” de si próprio num sítio a comer umas coisas e, cúmulo dos cúmulos, fazem publicidade gratuíta a essa coisa!

    - Nem sequer concordo com “literalmente perder o vosso tempo para o nosso espaço”, e é um favor lógico que vos faço, se é que estão a ver onde está a ironia. Enfim, não concordo porque não é nunca uma “perca de tempo” fazer uso do direito de se exprimir numa sociedade livre para indicar, a quem quiser ouvir, onde há, na perspectiva de quem o diz, algo que seja criticável, condenável ou, no caso dos vossos vazios intelectuais escritos, algo rísivel! E por que não se ri quando alguém, como vocês, não diz coisa com coisa? Hehehe Enfim, continuem a gastar espaço de um qualquer servidor deste mundo com os vossos vazios.
    -------------
    O nosso site, para que não voltes a falar de anónimos:
    http://pensamentosnomadas.org
    Os meus artigos:
    http://pensamentosnomadas.org/luis-garcia-153947
    Os artigos do Hater de serviço:
    http://pensamentosnomadas.org/ricardo-lopes-95374

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luís, nem vale a pena. Eles até responderam a mim como se me tivesse apresentado como anónimo, quando o meu nick da blogosfera está visível, assim como a minha conta.

      Eliminar
    2. Poderíamos escrever todo um testamento, mas agora estamos sem tempo. Temos realmente muitos comentários de pessoas com opiniões construtivas e válidas a quem preferimos dar maior atenção que a este destilar de ódio de um hater. Ou bully se preferires. Ainda assim, não quisemos deixar-te sem resposta: Querias comentar a tentar deitar-nos abaixo e promover o teu nome e o teu blogue num sítio onde se esbanja o incrível poder de se ser medíocre com um enorme lixo intelectual. Devias ter-te em melhor conta e gastar melhor o teu tempo, não concordas? É que nós partilhamos o que gostamos. É um blogue sobre a nossa opinião, e tu para nós... Simplesmente não mereces o tempo de antena, nem pagando, quanto mais ahah Vai lá, néscio ser, volta para os teus estrondosos textos que tão sábios de ensinamentos são e deixa-nos ser felizes a ser ignorantes com muito, muito, mas mesmo muito amor!

      Eliminar
    3. Mas cada um escreve o que lhe apetece. O blog é deles. Se não gostam do blog, para quê perder tempo com comentários que não adicionam nada à discussão? Ou andam a comentar todos os websites na net cujo conteúdo não seja do vosso agrado?? É que estão no direito de não gostarem dos artigos deles, mas a atitude em si não faz sentido. Se fosse algo que, mesmo negativo, adicionasse à discussão, já seria uma história diferente. Sim, porque a área dos comentários é mesmo um espaço de discussão.

      Mas sendo assim, não vejo o propósito. O que é que ter gengivite ou não ter gengivite tem a ver com o resto do tópico? Um comentário tão random para depois acabarem aqui com um discurso pseudo intelectual. Isto não é nada comigo mas verdades são para ser ditas, desculpem lá.

      Eliminar
    4. “Mas cada um escreve o que lhe apetece. O blog é deles.”
      - Exacto, cada qual faz o que lhe apetece, eu comento o que me apetece.

      “O blog é deles.”
      - Pois é, e quem disse o contrário? Se gostam de consenso artificial, activem a pré-activação de comentários, ao estilo da PIDE, e está resolvido o problema.

      “Se não gostam do blog, para quê perder tempo com comentários que não adicionam nada à discussão?”
      - 1 - Se não gostas dos nossos comentários, para quê perder tempo com comentários que não adicionam nada à discussão sobre os nossos comentários? 2 - E que empática preocupação é essa que sentes em relação a nossa suposta perca de tempo? 3 – Como é que não adiciona nada à discussão? És tu quem decide o que é premente para os outros? Não te interessa mas pode interessar a outros. E aliás, interessa-te, e interessa-te tanto que escreveste o comentário acima!

      “Ou andam a comentar todos os websites na net cujo conteúdo não seja do vosso agrado??”
      - 1 - Falácia elementar. Quem não sabe como argumentar sobre um ponto em questão, opta, neste caso, por fugir para uma outra questão paralela. 2 – E se andássemos, onde estaria o problema? E quem falou de desagrado? A questão é desacordo, assim como a liberdade de exprimir desacordo (e também ironia, mas já lá vamos).

      “É que estão no direito de não gostarem dos artigos deles, mas a atitude em si não faz sentido.”
      - 1 – Pois sim, temos o direito, por enquanto, enquanto gente com pesamento ditatorialmente defensora de pensamento único não tomar de vez conta disto tudo. Para lá caminhamos, e adeptos não faltarão a ver pelas reacções de ti e outros mais. 2 - E o que é que não faz sentido? Temos direito de não gostarmos de algo mas, segundo a tua “lógica”. não faz sentido que o exprimamos? Como assim? Não faz sentido nenhum o que dizes!

      Eliminar
    5. “Se fosse algo que, mesmo negativo, adicionasse à discussão, já seria uma história diferente. Sim, porque a área dos comentários é mesmo um espaço de discussão. “
      - Então, decide-te candidato a agente da Nova PIDE, há ou não liberdade para comentar de forma negativa? É ou não um espaço de discussão? Ou estás mesmo numa de Mnistro da Verdade e tu e só tu é que pode definir o que significa “adicionar algo”? É que pode não adicionar nada para ti, e nesse caso tens a óptima opção de ficar calado, ou adicionada algo para ti que, se discordares com essa adição... epá, responde e argumenta!

      “Mas sendo assim, não vejo o propósito. O que é que ter gengivite ou não ter gengivite tem a ver com o resto do tópico?”
      - 1 – Serve para coisas chamadas ironia e sarcasmo. Metem-se a discutir imbecilidades (sim, é a minha honesta opinião sobre o tema “pans”) inúteis, partilhando montes de fotos que não adicionam absolutamente nada ao tema “comer algo algures” e, porque as fotos têm resolução suficiente, é normal que um dentista acabe por nelas detectar uma real gengivite. E há um propósito sarcástico mas óbvio: já que se metem a escrever blogs de publicidade gratuíta (que, estes sim, não acrescentam nada de valor à espécie humana) a produtos alimentares, porque não fazê-lo sobre produtos dentários que de facto precisam? A sério, não entendes onde está também a ironia? Não tens sentido de humor? É assim tão arrumadinho e cizentinho o teu mundo de “safe-spaces” que te protegem de miríades de inexistentes “micro-agressions”, ao ponto de não veres piada em lado nenhum? Coitado, os meus pesâmes. 3 - Eu, porque tenho direito de opinar, digo que o comentário do Ricardo foi o único qeu acrescentou algo ao debate. O resto foi só malta a dar palmadinhas nas costas enquanto aproveita para fazer publicidade aos seus instagrams , youtubes e facebooks “influeciadores”! Estás a ver que eu tenho uma opinião oposta à tua mas que, ao contrário de ti, não me armo em agente da PIDE com queixas sobre o suposto desinteresse ou despropósito dos comentários. Ahahah, Sobretudo quando já 100 pessoas deram palmadinhas nas costas, para quê deixar mais um comentário de palmadinhas nas costas?

      “Um comentário tão random para depois acabarem aqui com um discurso pseudo intelectual.”
      - Pseudo-intelectual? Fala por ti.

      “Isto não é nada comigo mas verdades são para ser ditas, desculpem lá.”
      - Se não é nada contigo, cala-te. Se é, fala. Ambas são opções válidas. Agora dono da “verdade” não és de certeza. Nem tu nem eu. Opina e comenta, mas não venhas, aí está, com pseudo-intelectualidades de falácias argumentativas elementares de Filosofia de 10* ano! Relê o que esceveste e conta as vezes que espetaste falácias de vários tipos.

      Eliminar
    6. - Pseudo-intelectual? Fala por ti.
      Se eu quisesse falar por mim, não me tinha dirigido a ti. Tu tens um sentido de lógica extraordinário, todo o teu texto, do início ao fim.
      Haha, que insólito!! Se achas mesmo que o meu comentário tem algo a ver com palmadinhas nas costas, quem tem que o reler és tu porque obviamente tens problemas de interpretação. Infelizmente para ti, o sentido de um discurso não se avalia pelo tamanho do texto (ou das palavras ;)

      Mas bem, dou os meus parabéns, tal como falharam em transmitir esse inédito sarcasmo com o comentário sem sentido da gengivite, falharam igualmente em fornecer qualquer tipo de lógica, só salienta o meu ponto inicial. Com "falácia ou sem falácia", vou-te dizer a relevância disso: nada, absolutamente zero!
      Divagas muito mas tanto texto para nada, a tua lógica tem exactamente a mesma falta de sentido que já fazia quando opinei. E já agora a opinião mantém-se, independentemente das minhas "falácias argumentativas elementares de filosofia de 10 ano".

      (Já agora, comentas o que te apetece no blog deles, porque eles deixam. Da mesma maneira que entras em casa dos outros a falar o que te apetece, se te deixarem. Na minha não de certeza. Portanto diverte-te para aqui. Mas mais uma vez, volto a salientar, o blog é deles e apesar do teu texto longo, continuo sem perceber porque visitas sites que não te interessam, tenho a certeza que encontras bastantes sítios com temas que te agradam! E tenho sim sentido de humor, para o que tem piada. Novamente, falharam bem com a piada da gengivite, ah 'crítica construtiva, para esforcarem-se um bocadinho mais para a próxima! Good luck!!)

      Eliminar
  15. E, já agora, leiam o que escrevi, em vez de responderem só a coisas que eu não disse, como:
    1 - Eu não disse que tinham contactado a Pans.
    2 - Eu não disse que precisavam do dinheiro de publicidade para terem comida na mesa.
    3 - Sim, tens gengivite, é verdade, vê-se a inflamação no rebordo gengival nas fotos. Se duvidas, pergunta a um dentista.
    4 - Ninguém disse que vocês tinham de me responder. Vocês é que o quiseram fazer. Portanto, não, não pega o argumento da falta de atenção.

    Aprendam a ler, se fazem o favor, porque só souberam usar argumentos straw men.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é uma inflamação, caríssimo. Até te podemos indicar mais, já que tanto interesse tens em mim (Telma): eu tenho dentes de leite. Sou assim, especial e esbelta ahah. Mas desculpa, tenho namorado e é para a vida toda. Não tenho interesse em ti. Nenhum mesmo. Obrigado pelo (des)elogio!
      Eu (Pedro) tenho-te a dizer que também concordo que ela seja muito aprazível para qualquer rapaz. Muito mais do que eu. Mas olha que quase tive inveja de tanta atenção... Não sei se inveja se ciúme, de tanto que olhas para as fotografias dela ao detalhe ahahah É gira com "puta da gengivite" mesmo, não é?

      E não temos que te responder. Respondemos porque queremos. Não queremos que abdiques do teu precioso tempo em vão... E corrigindo-te: não te achamos com falta de atenção. Só achamos que nos dás atenção a mais.

      Até à próxima. Calculamos que haja...

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. Ah, aqui está desonestidade descarada! O Ricardo mandou uma piada sarcástica e caíram-lhe todos em cima acusando-o de tudo e mais alguma coisa. E agora vocês, Telma e Pedro, comentam com um caudal de sarcasmos, mas tá tudo bem.

      Como assim? Então vocês podem e o Ricardo não pode?
      Vá, força, ataquem-me lá também como sarcasmo, porque afinal vocês podem.

      E iludam-se, sim, iludam-se com comentários positivos de palmadinhas nas costas. Com esses nada se aprende.
      Com ironia e sarcasmo sobre a vossa bajulação ao consumismo desmesurado, poderia ser que tirassem uns minutos para pensar no assunto.
      Sim, o Ricardo é um troll feio porco e mau, o seu comentário era violência gratuita de um demoníaco hater... sim, iludam-se.

      Eliminar
    4. 1 - Não, eu estava mesmo a falar da inflamação no rebordo gengival no gajo (o tal Pedro ou lá o que é). Eu por acaso disse que era a gaja que tinha? Não! Mais uma vez, não sabem argumentar, nem falar, provavelmente nem pensar, e o que fazem? Ah, já sei, vou pensar que o que o gajo tem mesmo é ciúmes e que estava interessado nesta gaja (que, já agora, nunca estaria, porque, enfim, por amor de deus, se eu estivesse tão desesperado, mais depressa enfiava um balázio nos cornos), e construir todo um comentário em torno de algo que eu supus. Lindo!
      Por isso, está a resposta dada, meus caros. E, rapaz, podias ficar contente pelo facto de alguém apontar o facto de teres gengivite. Estou a dar-te informação útil, ou não? Vai a um dentista e pergunta-lhe se não é verdade. Vais ter um surpresa.

      Eliminar
    5. Mais, alguma vez vos passou durante sequer 5 segundos pela cabeça que há pessoas no mundo que, mesmo se recorrerem ao sarcasmo ou até forem um pouco agressivas, estão de facto a fazer críticas sérias e úteis, e até construtivas, e que não são pessoas que, recorrendo ao termo "hater", têm inveja ou ódio pelo trabalho que, neste caso, vocês fazem? Já alguma vez ponderaram isso sequer 5 segundos, ou é muito complicado e trabalhoso? É que tem graça que uma das respostas mais frequentes que pessoas como vocês dão a críticas negativas é dizer algo como "Ah, mas não me conheces de lado algum, portanto não podes dizer nada". Para começar, não é tudo sobre vocês como pessoas, mas pode ser sobre as vossas ações, e as vossas ideias, que são coisas diferentes, embora tenham relação entre si. E depois há também o aspeto engraçado de se queixarem de os outros, segundo vocês, estarem a atacar-vos pessoalmente sem vos conhecerem de lado algum, mas vocês para retaliarem fazerem suposições sobre as outras pessoas e a sua vida. Alguma vez pararam 2 segundos para pensar nisso? Não.

      Eliminar
    6. "há pessoas no mundo que, mesmo se recorrerem ao sarcasmo ou até forem um pouco agressivas, estão de facto a fazer críticas sérias e úteis, e até construtivas"
      Aconselho-te a pesquisares um pouco sobre o termo "concern troll" e talvez te apercebas como essa forma de pensar e abordar as coisas não só é extremamente tóxica como não te leva a lado nenhum. Um abraço, que claramente estás a precisar de algum afecto na vida.

      Eliminar
  16. Deviam fazer uma campanha para chamar atenção ao problema da gengivite, como fizeram da epilepsia.

    ResponderEliminar
  17. No fundo, haters são o tipo de pessoa cuja maior "vitória" na vida é fazerem bullying e rebaixarem os outros, porque têm zero auto-estima e não suportam ver ninguém a ser feliz ou a ter sucesso. No fundo levam uma vida bastante triste e têm o tipo de atitude que nunca os levará a lado nenhum nem pessoal nem profissionalmente. Pessoalmente, sinto mais pena que outra coisa, pois é preciso ser-se bem pequenino e limitado para fazer esse tipo de coisa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Basta ler os comentários aqui para qualquer pessoa se aperceber que o/a armyofufs foi chamar o gangue de amiguinhos para a/o virem apoiar, o que só denota no fundo a insegurança que sente. De facto, um bully nunca tem coragem sozinho. É patético e triste. É impossível não sentir pena deste tipo de pessoa. :(

      Eliminar
  18. Pessoas assim há em todo o lado e tal como na vida real, é ignorar e seguir em frente. Essas pessoas querem atenção, querem saber que conseguiram algo especialmente se for negativo para vocês. Ignorar costuma ser a melhor resposta.

    Yellow Rain

    ResponderEliminar
  19. A internet é usada hoje em dia para todo o tipo de coisa. Principalmente por aqueles que são espetaculares a criticar os outros atrás de um ecrã, no conforto das suas casas, sem mostrar a cara, porque as pessoas são mesmo assim e mostram-no destas formas. Algumas pessoas têm aquele demónio dentro delas e só destas formas é que conseguem soltá-lo. Seja com pessoas que conhecem, seja com desconhecidos. O que interessa é espalhar o mal e as angústias mais negras das almas delas. Adiante.

    A blogosfera está cheia de bloggers de sucesso, ou melhor dizendo, produtoras e produtores de conteúdos pagos. Então as mentes mais minúsculas assumem que TODOS os blogs têm de ter o padrão X, porque ganham Y e porque tudo aquilo que se fala na blogo é pago. Só que não e nós que cá andamos sabemos que não. Temos o nosso cantinho, mandamos para lá as nossas postas de pescada e chega-nos para sermos felizes com o que somos. E comigo é igual a vocês.
    Agora... se essas mentes não compreendem isso, também acho que vocês não deviam de lhes dar valor. Ignorar o comentário ou tratá-lo como se fosse um pedaço de cotão, acho que era muito melhor. Sabemos que o cotão existe e que anda pelas nossas casas (escândalo blogosférico: nós também temos pó em casa!), mas simplesmente o apanhamos e colocamos no sítio dele: no lixo. xD

    Vocês são o nosso casalinho lindo e "caguem" nessa gente toda :P

    ResponderEliminar
  20. São pessoas mal amadas e infelizes,....e por isso é que andam a vasculhar a vida das pessoas e a criticar-las,....enfim, dar pouca importância e desprezo é o melhor,...
    Beijinhos,
    Espero por ti em:
    strawberrycandymoreira.blogspot.pt
    http://www.facebook.com/omeurefugioculinario
    https://www.instagram.com/marysolianimoreira/

    ResponderEliminar
  21. Beeeem...... deixem-me ir buscar as pipocas!!! xD

    De facto, o comentário foi desnecessário, acho que se só tivermos coisas negativas a dizer, mais vale não dizer nada. Mas também de facto, não era anónimo.

    Agora a sério, perder tanto tempo e palavras para isto?

    Eu tinha apagado o comentário e seguido em frente xD

    Quanto a serem um casal de um magrinho com uma gordinha: ADORO!!! E deixo desde já o convite para escreverem um testemunho sobre isso para o nosso blog Mulher XL, o que acham? Bora lá quebrar tabus!!!

    PS. confesso que não leio todos os posts do blog mas costumo apanhar as vossas instastories e acho-vos muito divertidos, continuem assim :)

    ResponderEliminar

Obrigado pelo comentário! Vamos responder-te no mais breve espaço de tempo que nos for possível. Um bem-haja!