Em qualquer relação a peça-chave é a comunicação. A par disso, já te demos vários exemplos de como a vida dos contos de fadas pode ser real ou ainda melhor que a descrita nas histórias infantis, bem como que a verdade é que a felicidade perfeita é aquela que é imperfeita. No entanto, a realidade é que todo o tipo de relações humanas é uma construção constante. Assim, hoje partilhamos 7 coisas que não deves dizer ao teu parceiro/a se queres ter uma relação amorosa bem sucedida e ser feliz.

7 Coisas que não deves dizer ao teu parceiro/a

7 Coisas que não deves dizer ao teu parceiro/a

       É obviamente natural ter-se momentos menos bons e sair-nos coisas da boca para fora das quais nos arrependemos e de onde provém um sincero pedido de desculpas. Que atire a primeira pedra quem nunca o fez… Contudo, infelizmente, também é frequente que, a partir destas atitudes, se levantem tantas outras que acabam por formar uma bola de neve de erros que podem acabar com a tua relação. É numa tentativa de prevenir isto que hoje escrevemos este artigo sobre as 7 coisas que não deves dizer ao teu parceiro/a, aconselhando-te a que não cometas os seguintes erros:

1. Dizer as palavras “sempre” e “nunca” ao teu parceiro/a.

       Só deves usar estas palavras para referir que “nunca digo nunca, nem sempre”. Não se pode compactuar com palavras ditas que nos prendem, nem que cessem o progresso e a evolução em nada na vida. Porém, é bastante frequente que entre uma discussão de casal se diga “tu nunca me ajudas” ou “fazes sempre isso”. Isto são frases atiradas da boca como pedras ao parceiro/a. Estas frases absolutas não deixam margem para excepções, nem ensinam nada a ninguém. Assim, deves substituí-las por uma comunicação que faça entender o teu ponto de vista sem ferir susceptibilidades. Por outro lado, um “nunca te vou magoar” cria uma imagem irreal, já que todos falhamos, bem como um “vou amar-te sempre” não é uma promessa válida porque isso pode não acontecer. Há que viver um dia de cada vez e dar o nosso melhor todos os dias para conquistar a pessoa amada.

7 Coisas que não deves dizer ao teu parceiro/a

2. Ameaçar terminar a relação.

       Seja um namoro ou um casamento, este assunto não deve ser levantado de ânimo leve pois pode trazer repercussões graves que inicialmente não foram previstas. O facto é que tratar este assunto com leviandade pode acabar por desvalorizar a relação e deixa sequer de ter impacto. Neste sentido, ameaçar um término do namoro quando essa não seria de facto a nossa intenção é uma forma de criar uma discussão que pode ter contornos negativos irremediáveis na vossa vida. Portanto pára de usar esta ameaça sem intenção.

 

3. Evitar pedidos de desculpa ao teu parceiro/a.

       Nisto somos dos casais que mais falha e das vezes que nos chateamos é quase sempre porque os dois somos demasiado orgulhosos para dar um pedido de desculpas. Contudo, é algo que temos vindo a trabalhar e hoje em dia já estamos muito melhores. Uma coisa é certa, ou é ou não é e os dois temos noção que um pedido de desculpas não é algo leviano e deve ser feito com sentimento de arrependimento de falha, incluindo uma aprendizagem no erro. Não deve existir um vão pedido de desculpas só para calar o outro ou algo semelhante a “desculpa lá, mas é como eu sou e não posso mudar”, porque isso só agrava o problema mostrando falta de humildade e altruísmo. Comunicação é tudo.

7 Coisas que não deves dizer ao teu parceiro/a

4. Ofender a família do teu parceiro/a.

       Nós não somos a favor de temas tabu numa relação, antes pelo contrário. Achamos que é essencial nos sentirmos à vontade para falar de tudo. Neste sentido, quando um membro da família do conjugue nos magoa ou simplesmente irrita, não somos da opinião de que devemos esconder isso. No entanto, também não fomos a favor da ofensa que vira o nosso parceiro/a contra nós, sentindo necessidade de defender a sua família. Assim, o nosso conselho é que procurem bem as palavras a usar para identificar o problema, expressando-se da melhor forma e sem denegrir a boa imagem que todos queremos ter da família. E claro, há que ter o discernimento de tratarmos a família do conjugue como a nossa e dar o benefício da dúvida como damos à nossa, como nos diz a conhecida citação “não faças aos outros o que não gostarias que te fizessem a ti”.

 

5. Dizer “Não podes fazer isso” ao teu parceiro/a.

       Dizeres ao teu parceiro/a que ele/ela não pode fazer o que quer que seja demonstra que tens o poder sobre essa pessoa e estás a mandá-la parar de fazer. Numa relação espera-se equidade. Esperam-se pedidos e não ordens, pelo que tem que haver conversas e argumentos válidos de parte a parte para se chegar a uma conclusão com efeitos práticos e não ditar ordens.

 

6. Fazer comparações com o teu parceiro/a.

       “Podias também ser como a y que fez isto ao x” ou “Devias ir mais ao ginásio como o x”. As comparações são actos infantis de quem não está satisfeito com a vida que leva ou consigo próprio. Não há nenhum benefício em fazê-lo, mas os danos podem ser incontornáveis para quem as ouve.

7 Coisas que não deves dizer ao teu parceiro/a

7. Escolher não dizer nada ao teu parceiro/a.

       Tão grave como uma palavra completamente ao lado é não dizer palavra nenhuma. Este é outro dos nossos erros frequentes, já que temos timmings de reacção completamente dispares. Eu (Telma) tenho o coração na garganta e digo logo tudo o que sinto, além de que quando sinto um problema quero resolvê-lo naquele momento. Eu (Pedro) não consigo declarar logo uma opinião consciente e construtiva no caso de não ter tirado tempo para reflectir sobre o assunto. Esse tempo de silêncio acaba por criar mau estar. Só que enquanto no nosso caso sabemos que é uma questão de limar arestas até nos aproximarmos do timming um do outro, sabemos que noutros casos os conjugues não falam e esperam que a situação se resolva. O tratamento silencioso só piora a situação, portanto: COMUNIQUEM!

 

       Pensando nos grandes ensinamentos de vida deixados por J. K. Rowling ao longo da sua obra magnífica da saga Harry Potter encontramos uma citação muito relevante para o artigo de hoje: “As palavras são, na minha não tão humilde opinião, a nossa maior fonte inesgotável de magia, capaz tanto de infringir injustiça como remediá-la” (em Harry Potter e os Talismãs da Morte). Devemos antes deixar fluir a música “Há palavras que nos beijam como se tivessem boca”. Assim, hoje referimos as 7 coisas que não deves dizer ao teu parceiro/a. São erros comuns em relacionamentos onde as palavras podem amaldiçoar a relação, mas em contrapartida também vos mostramos as soluções para procurar melhorar os hábitos de comunicação e abençoar a vossa relação também através de palavras. Se quiserem outros ensinamentos sobre relações amorosas saudáveis e felizes recomendamos que leiam os 10 segredos de casais felizes.

 

Blogue Ela e Ele

Se gostaste do artigo, segue-nos no facebook, bem como no instagram.
Partilha também com quem quiseres e/ou comenta este artigo.
Recomendamos que também leias: