Os nossos corpos são diferentes. São totalmente diferentes. Primeiro porque eu (Telma) sou mulher, eu (Pedro) sou homem (esta é fácil). Segundo porque eu (Telma) sou a bucha e eu (Pedro) o estica (esta também não é nada difícil). Mas a verdade é que poderíamos ser demasiado pindéricos e referir que as nossas almas são iguais. É que eu (Pedro) posso preferir o futebol a muitas outras coisas, mas em nada que me faça afastar dela. Eu (Telma) adoro escrever e ler, mas o meu tempo com ele não pode ser desleixado. Ambos amamos animais e por isso revolvemos viver num mini zoo. Quem mais se arriscaria? Quem mais dizia tudo o que nós dizemos um ao outro, sem haver sequer uma palavra? O tanto que nos distingue, aproxima-nos. Poderíamos dizer que os opostos se atraem, mas somos demasiado opostos e demasiado semelhantes para entrarmos para as estatísticas.
nem tudo o que parece é + gorda e magro + ele e ela + blogue português de casal + telma e pedro + ela e ele + aparências + corpos diferentes + mentes iguais
       Podem dizer-vos que tanta lamechice, tantos sorrisos e tanta felicidade não existe. Nós também pensávamos que era algo só mesmo dos filmes. Mas no meio de tantos mitos e invenções, podemos dar-vos a certeza que o conto de fadas de um príncipe e uma princesa podem mesmo ser algo real. Pode até não acontecer com todos, mas nós gostamos de acreditar que esta felicidade atinge mais pessoas. Achamos que o problema geral desta sociedade é não estarem dispostos a assumir e aceitar os defeitos dos outros. Estão à espera que a perfeição seja levada à letra. Mas a perfeição é a aceitação das imperfeições. É sabermos que elas existem, só que são elas que tornam a pessoa perfeita. No entanto, não pensem que nas imperfeições escrevemos a pensar nas gorduras a mais ou na falta dessa dita gordura. Falamos do mau feitio, do mau acordar, que é muito leve, só que lá está… nós fomos habituados à perfeição. Somos o melhor que conseguimos um para o outro, porque queremos ser. Porque sem pensar nisso, queremos ao máximo que o outro seja feliz. Porque queremos completar a relação com a máxima transparência, com o sermos os melhores amigos a cima de tudo o resto, com o sermos a melhor parte um do outro. No fundo, é sabermos que isto é para durar. É sabermos que havemos de envelhecer juntos. É sabermos que queremos viver a história do conhecido filme “Up” (na tradução “Altamente”). Enfim, é sabermos que passamos do prazo dado às garantias, por isso agora tem mesmo que ser para sempre… E nós fazemos o esforço de sermos o mais felizes que conseguimos. Fácil assim. Com todas as complicações que possam estar inerentes.
nem tudo o que parece é + gorda e magro + ele e ela + blogue português de casal + telma e pedro + ela e ele + aparências + corpos diferentes + mentes iguais
       Escrevemos este texto por sabermos que há muitos casais que nos lêem e muita gente solteira que acha que o nosso caso é um num milhão, que já não se fazem casais do antigamente. Deixem passar a informação: isso está tudo nas vossas cabeças. O euromilhões está ao alcance de todos e o achar a tampa para cada tacho ainda é mais fácil… É que nem é preciso jogar em nada. Só que quando achamos, nós percebemos logo e devemos dar tudo por tudo para que dê certo. Acreditem: nós sabemos que vai dar certo. Não vai dar certo a toda a hora. Mas se quiserem, pode muito bem dar certo todos os dias. Isso acontece. Acontece mesmo. E nós desejamos que consigam viver isto, porque é brutal. É acharem-se a vocês mesmos. No nosso caso, é termos a possibilidade de sermos tontos juntos, que é a felicidade indiscutível. Obrigado por alinharem nesta aventura connosco! Obrigado por gostarem de nós, mesmo com todos os defeitos. Obrigado por todas as simpáticas mensagens que nos fazem chegar. E não se deixem enganar pela felicidade usurpada de contas de facebook partilhadas onde não há confiança, deixem-se ser quem vocês são; não se tentem enganar com falsas contas de instagram com fotografias montadas que em nada correspondem à realidade, porque viver é muito mais do que uma recordação de uma fotografia (aliás, as menos bonitas por vezes trazem até as melhores memórias). Vivam a perfeição, com todas as imperfeições… e sejam felizes!