A vida dos contos de fadas é conhecido pelo cariz fictício, pelo imaginário das crianças, pelo irreal, pela ilusão. E se vos dissermos que a vida dos contos de fadas é real? Não, não enlouquecemos de vez (pelo menos ainda!). A vida que se descreve em contos infantis é verídica.

A versão dela

 

A vida dos contos de fadas é real + versão feminina + versão masculina + blogue português de casal + pedro e telma + ela e ele + ele e ela
       Eu (Telma) nunca acreditei numa relação perfeita. Desde pequena que me lembro de brincar com bonecas com amigas e elas queriam casar e ter filhos, enquanto que eu queria a brincadeira de um casamento em Las Vegas, sem responsabilidade, só com a parte boa da amizade do relacionamento e sem a parte chata do divórcio e afins. Fui uma criança desde logo tresloucada como podem chamar. Fui precoce. Fui tonta. Foi assim até aos 20 anos, quando conheci o Pedro. Nessa altura custou-me a acreditar, mas de facto descobri porque é que antes nada tinha dado certo. Foi uma aprendizagem até chegar ao pico da felicidade, onde descobri que a perfeição existe com toda a sua imperfeição, e que mesmo assim pode realmente ser algo perfeito. Hoje continuo louca… Mas numa loucura que me faz acreditar que os contos de fadas são reais e que tu que aí estás a ler, também os podes viver!
A versão dele
A vida dos contos de fadas é real + versão feminina + versão masculina + blogue português de casal + pedro e telma + ela e ele + ele e ela
       Eu (Pedro) nunca tive um relacionamento sério antes. A minha primeira namorada foi a Telma. Não me perguntem porquê, mas assim que a vi achei que era com ela que queria estar. Ela bem deu a sua luta. Não foi fácil fazê-la ver que um casal pode ser bonito, mesmo que não seja o comum da beleza estereotipada da sociedade. Não foi nada fácil chegar até ela, mas valeu muito a pena. Não foi simplesmente chegar e beijar a bela adormecida. Não foi nada roubá-la aos sete anões. Mas foi um pouco lutar com dragões que cospem fogo… Os dragões que ela construiu na sua mente para ela própria. Eu derrotei-os e saí vencedor. Hoje tenho o troféu que é tê-la comigo para sempre.
       Este nosso texto é para mostrar a quem está desse lado que vale a pena lutar se acharmos que vale mesmo a pena. Vale a pena não desistir de acreditar. Vale a pena esperar até que dê realmente certo. Vale a pena viver cada dia a formar a perfeição dos contos de fadas. Ambos pensávamos que nada disso existia, porque sempre tivemos consciência de que o felizes para sempre também envolve momentos menos bons. Mas saber isso é importante. Viver a fazer acontecer a magia dos contos de fadas que nos contam na infância é o que nos faz viver em pleno. E acreditem… Nós vivemos o nosso conto de fadas, daqueles que dói o coração e custa a acreditar que seja verdade de tão perfeito. Vivam também o vosso! A vida descrita nos contos de fadas é real. Nós vivemos a nossa… vivam também o vosso final feliz durante o resto da vossa vida!
Se gostaste do artigo, segue-nos no facebook e instagram.
Se quiseres ler mais, então não te esqueças de o partilhar e/ou comentar com a tua opinião.