Desculpem lá estarmos a escrever sobre a vida alheia. Isto não se vai tornar a revista virtual do Correio da Manhã, nem qualquer outra visão demasiado cor-de-rosa. Mas por aqui abordamos a nossa realidade enquanto casal que procura partilhar a sua experiência de vida a dois e há uma partilha de um casal famoso que não podemos deixar de comentar. Trata-se de um casal do mundo virtual muito famoso que decidiu partilhar as suas vidas juntos, até ter um final. Decidiram partilhar o seu fim. Wuant e Owhana terminaram a relação.  Só escrevemos sobre isto pela forma como colocam fim a bons tempos de felicidade. A questão é que eles são exemplos para os jovens e foram um mau exemplo!

       Ao tornarem pública a sua decisão deram aso a que toda a gente tecesse comentários sobre a sua relação. Ou melhor, ela fez um pequeno apontamento em formato de imagem, de forma discreta, no seu instagram. Ele decidiu partilhar um vídeo no seu canal em que apareciam ambos. Partilharam um vídeo sobre o fim da relação em que ela aparece chorosa, a falar pouco ou nada. Ele diz para ela não chorar. Ele está numa boa. Podia ela ter um choro fácil e ele ser mais recatado. Tudo bem. Nada de mal. Só que na realidade ele parece fazer questão de referir que ele quer um tempo para testar coisas novas e ela ainda não se habituou à ideia. Eles estão juntos há anos, e foram em ambos os casos os seus primeiros parceiros (inclusivamente a primeira f#d@ como ele faz questão de comentar, com toda a pompa e circunstância e toda uma classe!!). Ele quer experimentar algo novo, mesmo não sendo só uma questão sexual. Quer saber o que há por aí para viver. Quer dar um tempo à relação. Tudo bem. Muito normal e crescido assumir-se posições. Assumir-se que afinal não queremos aquela relação para a vida é ser-se adulto. É saber o que se quer e também revela carinho pela pessoa que viveu connosco. Só que ele reforça a ideia de que só imagina a vida com ela, num futuro. Reforça que não consegue parar de lhe chamar um termo amoroso, ao invés do nome dela. Dá-lhe esperanças.

       Vemos isto a acontecer nas nossas vidas e quem teve a sorte de não passar por isto acabou por ver a amiga, o primo ou alguém também próximo a vivê-lo. Chama-se deixar uma relação em “stand-by”. Experimenta-se outras relações e caso não funcionem têm sempre ali o plano B de reserva. Até poderíamos estar a referir-nos a um caso de impulso, mas ele já estava a pensar nisto há dois anos.

       Eles têm um público enorme e especialmente direccionado a elementos jovens. O exemplo que esta rapariga está a dar às outras… O exemplo que este rapaz está a dar aos outros… Não somos ninguém para recriminar quem quer que seja, mas por favor, tenham amor próprio. Não há mal na exposição se souberem lidar com ela. Não há mal em assumir posições que sejam contra o esperado pelos outros. Mas é muito triste brincarmos com os sentimentos alheios. É mesmo muito triste! Todo o vídeo é triste! É triste pela Ana que está ali exposta. Mas é muito bom para que sirva de exemplo. É bom que tenha acontecido agora. Mais vale agora em que ela pode perceber o que realmente se passa do que mais tarde já com filhos e outros trabalhos. Que este casal sirva de exemplo do que não fazer, do que não aceitar numa relação.