Existe um prazo para a devolução do cônjuge?! Não. Existe prazo para terminarmos uma relação?! Não. Existe um prazo para sermos felizes?! Não. Num misto de tudo isto pode parecer que estamos a ser contraditórios, mas nós queremos passar-vos uma mensagem clara com a nossa brincadeira de dizermos que tem mesmo que ser para a vida toda. Não é porque já passaram 5 anos, isso é só uma desculpa, mas porque nunca fomos tão felizes e tão nós próprios como somos hoje, porque aprendemos a sê-lo um com o outro ao longo deste tempo.
       Quem nos segue há mais tempo sabe que desde que celebrámos 3 anos de namoro que dizemos que agora tem que ser para toda a vida, porque já estávamos a passar do prazo de validade. Pois agora, na passada sexta-feira, dia 15 de Junho de 2018, oficialmente podemos dizer que findámos o prazo de devolução na nossa relação ao celebrarmos os 5 anos (tempo máximo de garantia dada em Portugal). Portanto, ainda que só hoje consigamos celebrar o dia, por termos estado doentes, vimos aqui contar-vos que sabemos oficialmente que queremos partilhar-nos convosco porque sabemos que, mesmo que não acreditem por várias questões que possam estar relacionada com as vossas histórias amorosas pessoais, vocês também terão uma relação de teste que vale a pena continuar para o resto da vida. Porque cada um de nós tem mesmo uma tampa para cada tacho. Partilhamo-nos convosco porque queremos também ler as vossas bonitas histórias, aprender com as vossas experiências, mas também por vos querermos inspirar a serem realmente felizes. Não é obrigatório, nem é só permitido sermos felizes em casal, só que a verdade que podemos garantir é que somos muito, muito, mas mesmo muito mais felizes quando completos numa vida a dois. Esta é a nossa perspectiva, de uma felicidade perfeita com todas as imperfeições. Gostávamos honestamente que todas as pessoas vivessem essa felicidade que esperamos ser contagiante. Inspirem-se e façam amor, não guerras!
5 anos de namoro + fim de prazo de devolução num namoro + felicidade é real quando partilhada + blogue português de casal + pedro e telma
       Contactam-nos muitas vezes em dizer que temos sorte em nos ter encontrado, só que isso não acontece a todos. “Isso não é para mim”. Também nós achávamos que não era para nós e permitimo-nos a arriscar. Permitimo-nos a sermos felizes e reais um com o outro. Não é sempre fácil, só que essa é a graça da vida, é aprendermos todos os dias algo novo. É sabermos lidar com os problemas em conjunto e puxarmos o outro para cima quando nem ele percebe que está em baixo. É abdicarmos de nós, do que nós preferíamos fazer, por vezes, para um nós. Porque há o eu, o ele/ela e o nós. É importante sabermos conviver com as três formas o tempo inteiro. É permitirmo-nos a sermos felizes.
5 anos de namoro + fim de prazo de devolução num namoro + felicidade é real quando partilhada + blogue português de casal + pedro e telma
        Eu (Telma) fui um osso duro de roer porque me fez confusão sermos um casal tão discrepante visualmente. Eu sou a bucha, ele o estica. Isso fez com que, a início, me bloqueasse. Eu que sempre fui “não quero saber da opinião dos outros” rendi-me à sociedade. Depois aprendi a rir e brincar com isso, porquê? Perguntem-lhe a ele!
       Eu (Pedro) nunca nos vi assim. Sim, eu gostava de engordar mais uns 15 quilos, é verdade. Só que também é verdade que não ligo muito a isso. Gostava, como gostava de conhecer o Ronaldo, mas se ele estiver ali em Lisboa, não faço o esforço da espera, compreendem? Não quero assim tanto, porque chega-me como sou. Já tenho o amor da minha vida que foi mesmo um amor à primeira vista. Ela ainda negou dar-me uma hipótese, acreditam? Mas eu não me fiquei, porque soube que ela valia a pena. Soube que a queria muito na minha vida. E vale tudo a pena quando sentimos que vale a pena! E acho-nos um casal lindo, porque ela é a mais bonita e eu também sou um Pedro Ribeiro, um pestanas de meter inveja e um galã, ou não?!
5 anos de namoro + fim de prazo de devolução num namoro + felicidade é real quando partilhada + blogue português de casal + pedro e telma
       Arrisquem-se a ser felizes é o nosso apanágio de hoje e sempre, mas hoje quisemos ser lamechas e partilhar convosco o celebrar dos nossos 5 anos.
Vocês costumam celebrar os anos de namoro?
O que costumam fazer, se é que podemos perguntar…