Nunca deixámos de acreditar na força de um país, nem na força dos 11 que estavam em campo e até eu (ela) que só gosto de futebol para implicar com o ele cá do sítio me colei à televisão. Sentimos os nervos à flor da pele. Sofremos, mas sempre a acreditar. Afinal, não fomos 11… SOMOS 11 MILHÕES!!

       Logo a início e ao longo de toda a primeira parte só pensámos que ao invés do Cristiano Ronaldo, do Quaresma ou do Pepe, por exemplo, deveríamos ter levado a Telma Monteiro para aquele campo. Pensámos que íamos ver futebol, mas o que vimos da parte da selecção francesa parecia ser tudo menos isso. O árbitro também era tudo menos uma pessoa imparcial como suposto. Parecia que só tinha trazido uns cartões amarelos especiais, que só serviam para os portugueses… É que o Ronaldo foi lesionado e notou-se bem que foi propositado (ou então não, nem se reparou… Só que sim!).
       Se ainda houver algum português sem noção, a não dar o devido valor a este excelente ser humano (coisa que nem queremos acreditar que ainda aconteça), que se lembre destes momentos do jogo. Mesmo com dores ele caiu e levantou-se, lutando pela vitória. Mesmo quando foi obrigado a desistir, foi um segundo treinador desta equipa e a fonte de inspiração para todos os restantes jogadores! É gigante! E este momento registado em fotografias foi particularmente muito bonito. O campo está cheio de borboletas da traça e uma pousou na sua cara como que a deixar uma mensagem “vai ficar tudo bem”; como se fosse a sua “estrela no céu”. Nós gostamos de acreditar nisso. Sentimos que fomos todos Ronaldo neste jogo. Este jogo foi por ti; foi por todos nós!
         Ronaldo só há um e é o enorme orgulho português do futebol!
       Acho que português que é português e se orgulha do seu país sofre quando vê tanta injustiça, mesmo que nem ligue muito a futebol. Esses franceses tentaram humilhar-nos. Chamaram-nos nojentos, disseram que nada jogávamos, tentaram por várias vezes lesionar os nossos jogadores e fomos claramente injustiçados pelos árbitros… Até trataram de ser levados ao estádio num autocarro que celebrava a sua vitória… Só que nós somos os melhores! Surpresa das surpresas (Só que não!!).
       Nos últimos quinze minutos de prolongamento, Éder dá-nos a todos a vitória portuguesa e permite que, depois das várias injustiças, da porrada (literalmente!) que levaram os nossos jogadores, trouxessem a taça a casa!!
“GOOOLO” ou “CAMPEÕES, CAMPEÕES, NÓS SOMOS CAMPEÕES!!”
       Nós hoje comemos francesinhas e os nossos “amigos” franceses comeram um valente melão!! ahah É que sabem, acabaram por conhecer o famoso karma, que se soletra “AH-AH-AH”, quem ri por último, ri melhor!!! Por cá Camões chamou-nos o que ainda hoje somos “Os Lusíadas”. Enquanto isso, Victor Hugo escreveu a célebre obra “Os Miseráveis”. Está tudo dito!
OBRIGADO A TODOS OS JOGADORES POR TORNAREM A NOSSA SELECÇÃO, NA MELHOR DA EUROPA!! #NÃOFOMOS11,SOMOS11MILHÕES
 
       Ah! E não podemos deixar passar sem deixar um recado: Caros franceses, ninguém precisa da iluminação da Torre Eiffel quando se tem uma torre de Belém, amigos!!
       E um muito obrigado também a todos os demais, que nos diferentes desportos, alargaram o nome de Portugal e tornaram o dia 10 de Julho num dia histórico para o desporto do nosso país!
P.S.- Alguém tem algo a dizer sobre isto: